SiteMercado e a transformação digital

Em 2020, com a pandemia, o mercado sentiu a aceleração da transformação digital. As empresas foram forçadas a passar pela transformação dos seus negócios, adaptando o modelo que trabalhavam para manter suas portas abertas, saindo do padrão tradicional para o digital. As empresas que já vinham se preparando com o uso da tecnologia no seu dia a dia saíram na frente.

Batemos um papo com a head de Produtos do SiteMercado, Patricia Graciely, que contou sobre essa digitalização no mercado e a necessidade imediata dessas empresas estarem preparadas para a revolução digital.

Patricia, que já passou por start-ups como Conta Azul, Delivery Center e a Sênior – empresa de tecnologia para gestão, diz que tem sangue de Dev. correndo nas veias e aprendeu desde cedo que entender como funciona a base de uma operação é fundamental para poder orquestrar a colaboração entre sua equipe e conquistar grandes resultados como grupo.

Começamos pontuando o quanto a revolução digital se tornou necessária. Patrícia lembra que muito se falava nisso, mas pouco se fazia, e a questão que fica é: Quanto as empresas vinham investindo do seu faturamento em tecnologia para potencializar os resultados dentro do seu negócio?

“É muito importante se preparar, pois essa mudança não acontece do dia para a noite. No ramo de supermercados, muitas adaptações foram necessárias, como a inclusão de controle de pessoas entrando e saindo do estabelecimento, aferir temperatura dos clientes, utilização de máscaras, álcool em gel disponível para todos, além de horários de funcionamento reduzidos, que afetaram muito a operação. O SiteMercado saiu na frente, oferecendo uma solução para essa dor de ter a loja fechada e com um movimento de clientes muito menor do que o habitual. Um trabalho que já exercia com segurança”.

Sobre a transformação digital, Patrícia trouxe 4 etapas para trilhar a transformação do seu negócio:

“O primeiro passo é operacional, a digitalização dos processos, tirando do papel e passando para o computador.

Com o processo totalmente digitalizado, é hora de iniciar o trabalho tático, como extrair dados e informações para análises mais profundas e começar a olhar para performance e produtividade, removendo as pedras do caminho da transformação.

No terceiro passo, com esses dados estruturados, chega o momento de juntar as informações e transformar em colaboração entre as diferentes equipes e áreas dentro da loja, permitindo um olhar mais estratégico. Por exemplo, sabendo quais produtos estão saindo mais e quais corredores estão com melhor desempenho as equipes podem traçar com maior exatidão novos modelos de negócios e campanhas.

E na última etapa a empresa já é digital, com um novo modelo, onde as pessoas nem se imaginam mais fazendo negócio da maneira antiga. Por exemplo, atualmente é difícil imaginar nossas vidas sem o WhatsApp. Aqui no SiteMercado, estamos ajudando os mercados a passarem por todas as etapas dessa transformação”.

Patricia, como head de Produtos, destaca que seus principais desafios e de sua equipe estão em entender as motivações das pessoas tendo empatia e traduzindo esses desejos em soluções inovadoras. É “pensar como o dono do supermercado” para oferecer a melhor experiência possível. Outros desafios estão em gerenciar as expectativas do que será solucionado, e a chave de tudo está na comunicação e definição de foco e prioridade:

“Se tudo é importante, é porque nada é importante. E isso vale não apenas para a área de produto, mas para qualquer área da empresa. O principal é definir o propósito com a visão que deseja-se conquistar e como gerar maior colaboração e sinergia entre as áreas, para alcançar o grande objetivo traçado, dando maior autonomia e responsabilidade para as equipes conquistarem o melhor de si”.

Quando questionada sobre o futuro, Patrícia destaca que o foco é evoluir através da tecnologia proporcionando um sistema colaborativo, que permita múltiplas parcerias – como a indústria e o supermercado – e que se expanda na velocidade das necessidades e desejos dos clientes, focando em conquistar a união de forma harmônica, da experiência do mundo real para o mundo virtual da maneira mais integrada possível às operações de nossos parceiros e que proporcionem uma experiência humana e calorosa aos seus clientes:

“O SiteMercado trabalha para que ele utilize tudo o que já possui a seu favor e gere novos negócios em uma plataforma ainda não explorada: o e-commerce”.

Patrícia finalizou: “Para inovar é preciso transformar e para isso é muito importante sair da zona de conforto, ou seja, se você está se sentindo confortável em algo é sinal que você parou de crescer e aprender. Estar desconfortável significa crescimento e aprendizado”.