4 sinais de alerta que mostram a importância de um e-commerce para o seu supermercado

e-commerce-para-supermercado-4-sinais-para-o-seu-supermercado-vender-online

e-Commerce para supermercado: conheça 4 sinais de alerta que mostram a importância do seu supermercado vender online

Mudar atitudes, conceitos e processos não é uma opção fácil. As organizações nem sempre encaram com bons olhos as mudanças gerenciais e organizacionais. O que dizer então de mudanças de hábitos de consumo e culturais?

Há uma resistência enorme para se manter o status quo em face às inovações e novidades tecnológicas que já batem à nossa porta. Entender as mudanças no mundo, os hábitos de consumo das novas gerações e tomar uma atitude proativa a respeito, é imprescindível para manter o seu supermercado de portas abertas nos próximos anos.

Separamos 4 sinais de alerta que mostram a importância de estar atento às mudanças de paradigmas que ocorrem no mundo.

1 – Um mercado de bilhões de reais
Em 1996 o e-commerce começou a dar os primeiros passos no Brasil. Naquela época, talvez (pouco mais de 20 anos atrás) seria muito difícil imaginar que o e-commerce chegaria no que é hoje. Entre vários aspectos, o que alavancou o setor é o crescente número de usuários conectados à internet (o que gerou uma mudança nos hábitos de consumo) e a evolução da tecnologia (pagamento online, segurança, integrações, velocidade etc.), que proporcionou a criação de plataformas de e-commerce que elevaram o potencial de escala dos negócios à níveis nunca imaginados antes.

A partir de 2001, o eBit começou seu trabalho de análise e contabilização do faturamento do setor de e-commerce no Brasil. E de acordo com o eBit, o e-commerce cresce constantemente, ano após ano. Dados mais recentes, como os do primeiro semestre de 2016, mostram um crescimento de 5,2%, representando um faturamento de R$ 19,6 bilhões em vendas pela Internet. Isto em apenas 6 meses. O faturamento do ano todo foi de R$ 53,4 bilhões, crescimento de 11% em relação à 2015. Este é um número que não se vê em qualquer setor. Que tal pegar uma fatia deste imenso bolo?

2 – Seus concorrentes já vendem online
O e-commerce para supermercado já é realidade. O SiteMercado, plataforma de e-commerce para supermercados, já está implantado em mais de 70 cidades, com mais de 30 redes ativas. Estes números, comparados aos virtuosos números do setor (dados do eBit), parecem pequenos, mas não se deixe enganar, pois quando se trata de e-commerce para supermercados, o assunto envolve, acima de tudo, uma mudança de paradigma, principalmente por parte do supermercadista, pois envolve mudanças no status quo da organização.

Além disso, vale destacar dois pontos importantes com base nestes números da plataforma. Primeiro, que muito provavelmente a sua concorrência saiu na frente e já vende online, pois acreditou no potencial e não teve medo de mudar paradigmas. E segundo, que ainda assim há muito espaço e um terreno fértil pela frente para conquistar e fidelizar novos clientes que buscam comprar online no seu supermercado. Como bom empreendedor, você sabe que estar atento à concorrência é fundamental, e mais do que isso, sair na frente faz uma enorme diferença. De que lado você quer estar?

3 – Novos hábitos de consumo
Quem são os consumidores atuais? Quais são seus valores e como influenciam o consumo? Entre tantas teorias sobre as “novas gerações”, o que mais se tem certeza é que os hábitos de consumo mudaram, e vão mudar de novo. E quando a forma de consumir muda, quem não acompanha a mudança, perde espaço e, caso não corra atrás, corre um sério risco de fechar as portas em um futuro não muito distante.

Pessoas que nasceram a partir de 1995, são chamadas de Geração Z. Elas estão chegando na fase adulta e consumindo com novos valores e formas de pensar. Esta geração também é classificada como nativos da era digital. Por estarem conectados na maior parte do tempo, possuem mais facilidade para comprar online, principalmente pelo celular.

Assim, é fundamental analisar as novas gerações e entender seus comportamentos de consumo, afinal, estamos falando dos atuais consumidores e, também, dos consumidores do futuro. Para dialogar com este público consumidor, seu supermercado precisa se preparar e se livrar de antigos conceitos. Mais uma vez, a mudança de paradigma dá as caras.

4 – O futuro já foi ontem…
Talvez a principal mudança que precisamos é a mudança de pensamento. A resistência à mudança é que, por mais que a tecnologia evolua de forma exponencial, o nosso pensamento não acompanha na mesma velocidade.

Nosso pensamento é linear, isto é, olhamos para os últimos 30 anos de evolução e achamos que os próximos 30 anos vão caminhar na mesma frequência e velocidade. É aí que nos enganamos. Instintivamente, preservamos as memórias mais recentes e, a partir delas, imaginamos o futuro, mas esquecemos que o último ano trouxe mais inovações e mudanças do que os últimos 10 anos. Um ano vale 30 anos de evolução tecnológica e de mudanças de paradigmas. Quem consegue acompanhar e estar aberto às mudanças, têm mais chances de obter sucesso e sair na frente da concorrência.

No andar da carruagem, não parece tão estranho dizer que o “futuro já foi ontem”. Concorda? O que está esperando para abrir o e-commerce do seu supermercado?